Quero fazer Cursilho
Escola Vivencial
Deixe seu recado
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Aula 17/04/17 - Salomão E A Sabedoria

ESCOLA VIVENCIAL DO GED DE PIRACICABA – 2017 

SALOMÃO E A SABEDORIA

17/Abril/2017

 

 

O adultério -: Salomão nasceu em Jerusalém por volta do ano 985 a.C., filho de Davi e de Betsabá. Betsabá era mulher de Urias, um graduado do exército de Israel, e foi um dia levada à presença de Davi, que havia se apaixonado por ela. Davi cometeu adultério com Betsabá, que engravidou. Ao saber disso, Davi tentou fazer com que Urias saísse do acampamento militar e fosse para casa, a fim de que passasse a noite com Betsabá. Urias, porém, não quis abandonar seus soldados. Por duas vezes, Davi tentou fazer Urias voltar para sua esposa, mas não conseguiu. Chamou então o general Joab e mandou que ele colocasse Urias na linha de frente no ataque que ia ser feito contra os amonitas, posição onde a maioria dos atacantes morria. E de fato, morreram Urias e mais 18 soldados de Israel. Ao saber da morte de Urias, Davi mandou buscar Betsabá e, após o período de luto, casou-se com ela. Mas isso desagradou profundamente ao Senhor Deus.

 

 

Deus e o castigo de Davi -:   Deus mandou então o profeta Natan falar com Davi e lhe contar a seguinte história: “Havia um homem rico e um homem pobre que moravam na mesma cidade. O rico possuía ovelhas e bois em grande quantidade; o pobre tinha apenas uma ovelha pequena que ele conseguira, a muito custo, comprar. Certo dia chegou à casa do rico uma visita e o rico, não querendo se desfazer de nenhuma de suas ovelhas de raça, apoderou-se da ovelha do pobre e a preparou para o jantar de seu hóspede. Que achas tu dessa atitude?”.

            Davi, indignado, disse: “Por Deus que tal homem merece a morte! E terá de restituir 7 vezes o que tomou do pobre por não ter tido compaixão!”. Natan então disse: “Tu és este homem. Não morrerás, mas o Senhor te punirá com muitos males em tua própria casa”.

            Davi foi castigado com a morte do filho que tivera com Betsabá. Depois disso, Betsabá deu a Davi um segundo filho, que foi chamado Salomão. A esse menino Deus amou desde o primeiro dia. Davi foi então perdoado.

 

 

As aventuras de Salomão -: O nome Salomão vem da raiz da palavra hebraica shalom, que significa “Paz”.  Deus orientou Natan que dissesse a Davi para colocar no menino o sobrenome de Jedediah, que significa “amado por Deus”. A subida de Salomão ao trono de Israel não foi nada fácil. Havia 3 meio-irmãos mais velhos de Salomão que tinham o direito de reinar antes dele. Os 2 primeiros, Amon e Absalão, morreram na guerra, mas restava Adonias, ambicioso e que gozava da amizade de Abiatar, um dos dois pontífices supremos da religião e de Joab, o maior general do exército de Davi.

            Como Davi estivesse velho e enfermo, Adonias auto-proclamou-se, rei de Israel, mas Betsabá, prevenida por Natan, recordou a Davi que ele prometera fazer rei a Salomão. Davi então ungiu Salomão rei. Naquela época, nenhuma sucessão real se fazia sem derramamento de sangue. Salomão não mandou matar seu irmão Adonias naquele momento, mas destituiu Abiatar de seu posto de sacerdote supremo e mandou eliminar o general Joab, destruindo assim qualquer oposição que ainda pudesse haver contra ele. Pouco depois, mandou matar seu irmão Adonias. Salomão tinha 29 anos de idade.

            Se a nós cristãos de hoje pode parecer que Salomão, além de seu pai Davi e todas as outras figuras guiadas por Deus do Antigo Testamento eram sanguinários, é preciso não esquecer que esses eram os costumes daqueles tempos. Seria absurdo pretender de Salomão ou de qualquer dos outros reis e comandantes daqueles tempos que eles praticassem a caridade e o perdão evangélico. A justiça de Salomão é extremamente severa para os padrões de hoje, mas é justiça, não crueldade gratuita.

            Salomão ficou conhecido como o mais sábio homem de seu tempo. Eis alguns de seus exemplos de sabedoria:

1-   Em sonho, Deus diz a Salomão que lhe dará qualquer coisa que ele lhe pedir.

Salomão não pede nem vida longa, nem riquezas, nem vitórias na guerra, mas pede discernimento, capacidade para distinguir o bem do mal e para governar retamente o Povo de Deus;

2-   Resolução da desavença entre as 2 mães;

3-   Organizou a administração central da nação de Israel, nunca feita antes.

4-   Dividiu o reino de Israel em 12 estados para melhor organização das tribos e para reforçar o governo central de Judá com os impostos de cada estado;

5-   Organizou atividades culturais nunca antes pensadas por um rei, já que os reis só pensavam em guerras. Salomão compôs 3.000 leis sapienciais chamadas “Provérbios”, muito delas ainda existentes no livro bíblico dos Provérbios.

6-   A sabedoria de Salomão não era a sabedoria de um santo, mas sim a de um homem, para coisas terrestres. Além disso, era um grande construtor de obras.

 

 

Mas era Salomão um santo? -: Mas Salomão não era um santo, como todos os reis do  A.T. Abusou dos seus súditos, fazendo-os trabalhar para cortar os cedros do Líbano sem pagamento (e foram 30.000 homens), aumentou impostos individuais para poder pagar as obras que queria fazer, deixou a tribo de Judá fora das leis de submissão e de impostos que as outras tribos eram obrigadas a pagar e outros abusos. Mas o que realmente provocou a indignação dos profetas e sacerdotes, e logo de todo o povo, foi que a conduta social de Salomão era puramente escandalosa (não esquecer que o Rei era ao mesmo tempo considerado o vigário de Deus na terra). Israel tolerava a poligamia naquele tempo. Davi tivera pelo menos 20 mulheres, mas Salomão o superou em muito.  O primeiro livro dos Reis fala em 700 princesas de casas reais estrangeiras e de mais 300 mulheres de 2a ordem; o livro dos Cânticos fala de cerca de 80 mulheres “legítimas”, mas de um número incontável de meninas adolescentes na espera de entrar para o harém. Mas o pior foi que Salomão, construtor do Templo de Javé, construiu para suas mulheres estrangeiras muitos templos de idolatria. Por isso, o castigo veio logo depois. Enquanto Salomão viveu, o país permaneceu unido por respeito a seu pai Davi; logo depois de sua morte, o reino dividiu-se em dois. Nos séculos seguintes, a grandeza e a magnificência dos tempos de Davi e Salomão entrariam em decadência e o reino de Israel começaria a caminhar para o estabelecimento de um novo tipo de Reino. Para isso, era necessário que qualquer vestígio de grandeza e opulência humanas desaparecesse do povo eleito.

 

Site criado com o sistema Easysite Empresarial da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA