Quero fazer Cursilho
Escola Vivencial
Deixe seu recado
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Aula 14/11/16 - O Espírito Santo E A Igreja

ESCOLA VIVENCIAL DO GED DE PIRACICABA -2016

 

O ESPÍRITO SANTO E A IGREJA

14/Novembro/2016

 

Pentecostes -: ao fim das sete semanas da Páscoa judaica, no dia de Pentecostes, Jesus realiza a sua promessa e envia o Espírito Santo aos discípulos reunidos. Assim, é revelada a Terceira Pessoa da Santíssima Trindade, que passaria a orientar os caminhos da Igreja nascente, e assim atua até os dias de hoje. O Espírito Santo é o divino orientador dos passos da Igreja hoje e até o final dos tempos.

            A partir do dia de Pentecostes, o Reino anunciado por Jesus Cristo está aberto a todos que creem Nele.

 

O Espírito Santo, o dom de Deus -: em uma de suas cartas, João fez a melhor definição de Deus: “Deus é Amor” (1Jo 4, 16). O amor é o primeiro dom de Deus, e ele contém todos os demais. Este amor de Deus foi derramado em nossos corações “através do Espírito Santo que nos foi dado” (Rm 5, 5). Pelo fato de estarmos feridos pelo pecado, o primeiro efeito do dom do Amor é a remissão dos nossos pecados. É por este poder do Espírito Santo que os cristãos podem produzir frutos do bem e renunciar ao pecado.

 

O Espírito Santo e a Igreja -: o cumprimento da missão de Cristo realiza-se na Igreja, por meio do Espírito Santo. O Espírito prepara os homens, e pela sua ação os atrai para o Senhor Jesus. O Espírito manifesta à Igreja o Senhor Ressuscitado, lembra-lhe a Sua Palavra, e abre a compreensão humana para os fenômenos de sua morte e Ressurreição. O Espírito ainda põe em evidência o mistério da presença de Cristo na Eucaristia, a fim de colocar os membros da Igreja em comunhão com Deus.

            Em todos os seus membros, em toda a sua totalidade, a Igreja é enviada a anunciar o Cristo e dar testemunho Dele. Mas a Igreja, para melhor realizar essa missão, necessita que, todos nós sejamos um só em Jesus Cristo: “Nós todos, que recebemos o mesmo e único Espírito, fundimo-nos com Deus e entre nós. Pois embora sejamos numerosos separadamente, e o Espírito faça com que Deus habite em cada um de nós, este Espírito único e indivisível reconduz por si mesmo à unidade aqueles que são distintos entre si, e faz com que todos apareçam como uma só coisa nele mesma. E da mesma forma que o poder da santa humanidade de Cristo faz com que todos aqueles em quem ele se encontra formem um só corpo, penso que da mesma maneira o Espírito de Deus, que habita em todos, único e indivisível, os reconduz todos à unidade espiritual” (São Cirilo de Alexandria).

           

 

É Cristo, a Cabeça do Corpo, que difunde o Espírito Santo aos seus membros, para alimentá-los, orientá-los, curá-los, vivificá-los e enviá-los a testemunhar a sua fé. É pelos Sacramentos da Igreja que o Senhor Jesus comunica aos membros do seu Corpo o seu Espírito Santo.    

            Essas maravilhas de Deus, oferecidas aos crentes nos Sacramentos da Igreja, produzem seus frutos na vida nova, em Cristo, segundo o Espírito Santo.

            “O Espírito Santo socorre a nossa fraqueza, pois não sabemos pedir como convém, mas o próprio Espírito intercede por nós em gemidos inefáveis” (Rom 8, 26). O Espírito Santo, construtor das obras de Deus, é o mestre da oração. Só rezamos a Deus pela graça e intercessão do Espírito.

            É preciso que todos os membros da Igreja recordem que desde o início até o fim dos tempos, quando Deus envia seu Filho, envia juntamente o seu Espírito: a missão do Filho e do Espírito é conjunta e inseparável.

 

Site criado com o sistema Easysite Empresarial da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA