Quero fazer Cursilho
Escola Vivencial
Deixe seu recado
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Aula 10/04/17 - Saul e Davi

                                                 ESCOLA VIVENCIAL DO GED DE PIRACICABA – 2017                                                    

SAUL E DAVI

10/Abril/2017

 

 

Saul, o primeiro rei de Israel -: Saul foi o primeiro rei de Israel, depois que Samuel fez a transição do governo dos Juízes para a monarquia. Reinou pelos anos de 1030 a1010 a.C. e sua história está relatada no I Livro de Samuel.

            Naquele tempo, a assembleia geral das tribos de Israel havia pedido a Samuel a eleição de um rei que tivesse condições de guiar os israelitas contra as forças dos filisteus e dar unidade e estabilidade à nação. Samuel resolveu esperar para que Deus lhe desse a resposta sobre quem seria ele.

            Um dia, Saul, que era da tribo de Benjamin, já com filhos crescidos, encontrou-se com Samuel. Quando o profeta e juiz se viu diante daquele homem de excepcional força física e aparência, compreendeu que aquele era o escolhido por Deus e ungiu-o rei de Israel secretamente, deixando para depois o seu anúncio, talvez esperando que, sob a guia de Deus, ele se tornasse de alguma maneira conhecido e querido do povo.

Isso realmente aconteceu: sabendo que a cidade israelita de Iabes estava sitiada pelos amonitas, Saul reuniu seus homens e expulsou os inimigos, libertando a cidade. Assim, Saul foi aclamado rei pelo povo.

Saul, sobretudo, um rei guerreiro. Reunindo um grande exército, Saul libertou grande parte do território da Palestina dos filisteus e derrotou os outros inimigos da nação israelita.

Mas o acordo entre Saul e o velho Samuel não durou muito tempo. Numa de suas batalhas iniciais contra os filisteus, Saul não esperou a chegada de Samuel para realizar o sacrifício propiciatório para a batalha, realizando-o ele mesmo. Após vencer o rei Amalec, Saul não o matou, como exigia a Lei de Guerra de Israel, poupando-o (Amalec foi posteriormente morto pelo próprio Samuel) e apoderando-se dos seus bens. Isso bastou para que Samuel se desgostasse com ele para sempre. Em outra ocasião, apoderou- se de uma parte dos despojos valiosos de guerra, que também deviam ser destruídos. Samuel convenceu-se então que Saul jamais seria um rei perfeito para Israel, pois não observava perfeitamente a tradição teológica que se esperava de uma nação religiosa. Abandonou, pois, a Samuel e transferiu suas simpatias para Davi, que ainda muito moço, foi ungido pelo velho Profeta em lugar de Saul. 

 

 

O jovem Davi -: Samuel afligia-se por causa de Saul, pois estava convencido que o Senhor Deus havia retirado dele sua bênção. Temia que o Senhor destruísse Saul e Israel recaísse na desunião por falta de um rei. Então, o Senhor Deus falou a Samuel e disse-lhe: “Até quando chorarás por Saul, sendo que eu o rejeitei? Vai até a localidade de Belém e procura por Isaí, pois escolhi um rei entre os seus filhos”.   Sete filhos de Isaí foram apresentados, mas o Senhor não alertou Samuel para escolher nenhum deles. Isaí disse então que faltava o mais novo, que estava no campo cuidando das ovelhas. Mandando buscá-lo, Samuel ouviu o Senhor que lhe disse: “Unge-o, pois é ele” Samuel assim o fez, e retirou-se. A partir daí, o Espírito do Senhor estava com Davi.

            Enquanto isso, sem o Espírito do Senhor para ajudá-lo, Saul foi dominado por um espírito mau. Convencido de que somente uma pessoa que soubesse tocar harpa podia acalmá-lo, Saul mandou chamar Davi, que era conhecido de um dos seus servos e tocava muito bem.

            Davi chegou ao palácio e apresentou-se a Saul, que se afeiçoou dele e o fez seu escudeiro. Sempre que o espírito mau tomava Saul, Davi tocava a harpa e ele se acalmava, livre do espírito.

            A história de Davi vencendo o gigante filisteu Golias com sua funda é conhecida por todos. Um dia, Davi foi até à frente de batalha contra os filisteus, inimigos de Israel, levar provisões para seus irmãos, e acabou enfrentando e matando o gigante filisteu Golias. Virou herói do povo, aclamado por todos.

 

 

O ciúme de Saul -: Enciumado pelo sucesso de Davi com o povo, Saul tentou matá-lo com a lança por duas vezes, não o conseguindo. Sabendo que o Senhor o abandonara e estava com Davi, Saul afastou-o do palácio, nomeando-o comandante de um batalhão de mil soldados. Davi começou então a se tornar ainda mais conhecido como comandante, saindo-se bem em todas as batalhas.

            Saul, entretanto, pensava que Davi seria ferido e morto pelos filisteus mais cedo ou mais tarde, e também não ousava tentar matá-lo porque sabia que o Senhor estava com ele. Deu-lhe então em casamento sua filha Micol, mas ainda pensava em matar Davi. Um dia, chamou seu filho Jônatas, que era amigo de Davi e seus servos, e ordenou-lhe que matasse Davi. Jônatas avisou Davi disso. Antes que pudesse acontecer mais alguma coisa, os filisteus atacaram novamente e Davi saiu à frente do exército, derrotando-os. Jônatas então fez Saul jurar que não tentaria mais matar Davi, mas o espírito mal o tomou de novo, e Saul mais uma vez tentou matar Davi com a sua lança. Davi então fugiu do palácio, indo encontrar-se com Samuel.

            Estando refugiado junto aos sacerdotes de Nob, Davi escapou outra vez da morte, pois Saul mandou seus servos massacrarem toda a família dos sacerdotes. Isso lhe valeu a perda de respeito por todo o povo, que não mais o tolerava.

            Aproveitando-se disso, os filisteus reuniram um grande exército e atacaram Israel. Saul saiu para enfrentá-los, mas quando viu a força dos filisteus, ficou com medo e tentou chamar o Senhor para ajudar. Mas não teve resposta. Teve então uma visão de Samuel, já falecido, a dizer-lhe que a tragédia o esperava. Mesmo assim, saiu ao encontro dos filisteus e foi derrotado, vendo morrerem seus filhos e sendo ele mesmo ferido. Para não cair nas mãos dos filisteus, caiu sobre sua própria espada, matando-se.

            A partir daí, Davi foi coroado rei de Israel, aceito até por Jônatas, que renunciou ao seu direito e se tornou um dos generais de Davi. Davi derrotou os filisteus e se tornou o maior dos reis de Israel.

 

Site criado com o sistema Easysite Empresarial da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA