Quero fazer Cursilho
Escola Vivencial
Deixe seu recado
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Aula 01/09/2014

ESCOLA VIVENCIAL DO GED DE PIRACICABA – 2014

A IGREJA CATÓLICA E SUAS BASES

1º/Setembro/2014

Origens -: “Tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha Igreja” (Mt 16, 18) – Jesus Cristo fundou a sua Igreja (ao contrário do que muitos dizem, que Ele não fundou igreja alguma) sobre a figura de Pedro, escolhido para ser o seu líder pelo próprio Jesus. Portanto, é necessário que se reconheça que Jesus fundou apenas UMA Igreja, a legítima e verdadeira, que permanece até hoje e vai permanecer até o final dos tempos. Quanto a isso, apesar de tantas “igrejas” que por aí reclamam ser a igreja de Cristo, sabemos que só a Igreja Católica tem origens evangélicas, e que só ela tem as chaves do Reino, deixada pelo próprio Jesus.

 

Missão da Igreja -: a Igreja tem a missão de “anunciar o Reino de Deus e constitui-a própria, na Terra, o germe e o início deste Reino” (LG 5). Sem a Igreja de Cristo não haveria, portanto, o Reino de Deus para nós. A Igreja Católica é o prolongamento da Encarnação de Jesus no meio dos homens para formar a grande família dos filhos de Deus. Dizia Santo Inácio de Loyola que “onde está Jesus Cristo, aí está a Igreja Católica”.

Por isso, é importante destacar que a única Igreja de Cristo é aquela que o nosso Salvador, depois de sua Ressurreição, entregou a Pedro para apascentar e confiou a ele e aos demais discípulos, para propagá-la e regê-la. “Esta Igreja, constituída e organizada neste mundo como uma sociedade, subsiste na Igreja Católica governada pelo sucessor de Pedro e pelos bispos em comunhão com ele” (LG 8).

Resumindo, a missão da Igreja cabe em uma única palavra: Evangelizar. 

 

Mas o que é “evangelizar”? -: Jesus tinha plena consciência de que a sua Igreja teria uma longa duração sobre a face da Terra, até cumprir a necessidade de trazer para Deus toda a humanidade. Para isso, torna-se necessário que todos os homens conheçam a Palavra de Deus e a Sua Vontade.  Desta forma, encarregou Jesus os seus discípulos de levar aos homens o seu Evangelho: “Ide, pois, e ensinai o Evangelho a todas as gentes, batizando-as em nome do Pai, do Filho e do Espírito Santo” (Mt 28, 19).

            Há quem pense que a missão de evangelizar cabe somente aos padres e bispos da Igreja, ignorando que a Igreja Católica é formada por todos os cristãos batizados, o que leva a obrigação de evangelizar a todos os que nela se integram.

            Há também quem pense que evangelizar é ensinar a Palavra de Deus e nada mais. Isso é um grande engano, pois “evangelizar é também dar testemunho de vida”, segundo dizia Santo Tomás de Aquino. De nada valem as palavras, se não são acompanhadas pela prática do Evangelho. Esse era o desejo de Jesus Cristo para todos os seus seguidores. 

 

As denominações e a imagem da Igreja -: a palavra “igreja” (“ekklesia”, do grego “ek-kalein”, “chamar para fora”) significa “convocação”. Designa, mais propriamente, assembleias do povo, geralmente de caráter religioso.  Outro termo grego, “Kyriakê”, significa “Aquela que pertence ao Senhor”. Dessa palavra derivam os termos “church” (igreja, em inglês) e “kirche” (igreja, em alemão).

            A imagem que melhor define a Igreja é a imagem de um povo, o “Povo de Deus”. Deus não é propriedade de nenhum povo, mas, pelo contrário, adquiriu para si um povo, dentre aqueles que outrora não eram um povo. A partir daí, segundo seu Plano, o conceito de povo de Deus se espalhou para todos aqueles que aceitaram a Palavra de Jesus Cristo, reunidos dentro de sua Igreja.

 

O corpo místico de Cristo -: o Povo de Deus tem por Chefe (Cabeça) a Jesus Cristo. Os que pertencem à Igreja constituem o Corpo. Daí a denominação “Corpo místico (misterioso) de Cristo”.

            A condição deste povo é a dignidade da liberdade dos filhos de Deus; nos corações dos membros da Igreja, como em um templo, reside o Espírito Santo;

            A lei deste povo é o mandamento novo de amar a todos como o Cristo mesmo nos amou;

            A missão deste povo é ser o sal da terra e a luz do mundo. Essa missão constitui para todos os seres humanos o germe mais forte da unidade, esperança e salvação;

            A meta deste povo é o Reino de Deus, iniciado na Terra por Jesus Cristo. Este Reino deve ser estendido mais e mais, até o fim dos tempos, quando será consumado pelo próprio Deus Pai.

 

 

Site criado com o sistema Easysite Empresarial da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA