Quero fazer Cursilho
Escola Vivencial
Deixe seu recado
Aumentar fonte  Diminuir fonte  Indicar esta página  Imprimir esta página
Aula 01/06/15 - Davi, O Maior Rei De Israel

ESCOLA  VIVENCIAL DO GED DE PIRACICABA – 2015

 

 DAVI, O MAIOR REI DE ISRAEL

01/Junho/2015

 

Quem foi o rei Davi -: o nome “Davi” em hebraico antigo significa “amado”. Foi o segundo rei do reino unido de Israel, substituindo o polêmico e fracassado rei Saul. Davi foi guerreiro, político, poeta e músico. Como músico, foi recomendado para tocar harpa perante o rei Saul, que estava atormentado pelos problemas políticos e pessoais que carregava. Segundo se crê, foi o escritor de grande parte dos Salmos da Bíblia. Foi uma das figuras mais proeminentes da história do mundo, e é o mais famoso antepassado de Jesus Cristo, que é chamado “filho de Davi”. Nossa Senhora era da descendência de Davi.

 

Histórico -: Davi viveu em data aproximada entre 1016 e 976 anos antes de Cristo, ou seja, há cerca de 3.000 anos. Quando jovem, viveu na cidade de Belém (Bet-lehem), a mesma cidade natal de Jesus. Era o mais novo dos oito filhos de Jessé, e guardava os rebanhos de seu pai, onde, embora quase criança, já demonstrava coragem, matando um leão e um urso que ameaçavam o rebanho. Davi não foi um homem santo, e sua vida foi uma mistura do bem e do mal. Praticou feitos muito nobres e pecados muito graves. Nenhum personagem da Bíblia mostra mais claramente a natureza humana. É difícil conceber que o homem que escreveu o Salmo 23 tenha feito o que Davi fez com Urias. Mas não se julgue Davi segundo os preceitos dos dias de hoje, pois é preciso considerar a época em que ele viveu e as tentações que tinha por possuir um poder quase ilimitado.

            Nos primeiros anos de sua vida, Davi é chamado “um homem segundo o coração de Deus” (1Sm 13, 14). Isto era verdade, quando guardava os mandamentos divinos. Foi leal ao Senhor Deus em seu testemunho e em sua adoração.

            Davi morreu aos 71 anos de idade, tendo reinado em Israel durante 40 anos e meio, 7 anos e meio em Hebron e 33 anos em Jerusalém. Durante seu reinado, derrotou os filisteus (2Sm 5), conquistou a Transjordânia (2Sm 8), anexou a Israel cidades dos cananeus, que se tornaram províncias no reinado de Salomão (1Rs 4), aumentando em muito o território de Israel. O fato de que a maior parte de  sua vida foi espiritual, juntamente com sua genialidade, explica o lugar tão elevado que ocupa na Escritura.

 

A carreira de Davi -: em seus primeiros anos, Davi viveu na fazenda de seu pai Jessé em Belém, pastoreando o rebanho paterno. Deus o escolheu como sucessor do rei Saul, e, ainda quase criança, foi ungido pelo profeta Samuel (1Sm 16, 12-13). Com o tempo, foi escolhido como harpista do rei Saul por certo período, retornando depois ao campo.

Ainda jovem, aparece como campeão de Israel numa batalha contra os filisteus, matando o gigante Golias com uma funda (1Sm 17, 25-53). Dessa forma, ganha o respeito de Jônatas, filho do rei Saul, mas a sua popularidade entre o povo desperta a inveja e o ódio do rei (1Sm 18, 1-9). Foi então forçado a fugir para salvar sua vida.

            Após certo tempo, Jônatas consegue aplacar a ira do rei Saul (temporariamente) e Davi volta ao convívio da corte, mas isso dura pouco tempo. Transformado em inimigo do rei mais uma vez, Davi é escolhido por grande parte do povo como rei. Isso leva a um conflito armado com as forças militares do rei Saul. Por duas vezes, Davi teve a chance de matar o rei Saul, mas não o fez (1Sm 24, 1-5 e 1Sm 26, 1-20).

            Após a morte de Saul, a tribo de Judá unge Davi como rei, e ele reinam em Hebron durante sete anos e meio (2Sm 5, 1-5). Com a morte de Is-Bosite, Davi converte-se em rei de todo Israel, transformando Jerusalém na capital do reino.

            Como ainda havia guerra contra os filisteus, Davi resolveu lavar a Arca da Aliança, que estava na cidade de Baalé para Jerusalém, colocando-a no Templo. Foi nesse transporte que Oza, um dos filhos do antigo guardador da Arca, Abinadab, tocou na Arca, para evitar que caísse, e morreu fulminado.

            Davi apaixonou-se por Betsabé, mulher de Urias, e cometeu adultério com ela. Betsabé engravidou e avisou Davi, que premeditou então a morte de Urias, mandando que ele ficasse à frente da batalha mais feroz contra os arameus, inimigos de Israel. Nessa batalha, Urias foi morto. Após o luto, Betsabé tornou-se mulher de Davi e deu-lhe um filho. Como castigo pelo pecado cometido, o Senhor puniu Davi com a morte do menino. Arrependeu-se o rei, e Betsabé teve mais um filho com ele, que viria a ser o famoso rei Salomão.

            Absalão, um dos filhos de Davi, revoltou-se contra o pai, porque Davi recusou-se a punir Amnon (o filho primogênito de Davi) que violentara  a sua própria irmã Tamar . Absalão mandou matar Amnon. Davi então fez guerra contra Absalão, mas foi derrotado e teve que fugir. Absalão foi ungido rei pelo povo de Israel. Permaneceram pai e filho guerreando, até que, numa batalha, Absalão foi morto por Joab. Davi voltou a Jerusalém como rei.

            Davi mandou os israelitas fazerem os preparativos para a construção de um novo templo, que mais tarde foi erigido por Salomão, seu filho, que com ele esteve até sua morte.

 

Site criado com o sistema Easysite Empresarial da eCliente.
ECLIENTE INFORMÁTICA